Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Pereirões

 

Os bonecos gigantes de Monteiro Lobato, conhecidos popularmente como Pereirões, sempre estiveram associados à alegria do carnaval. Com corpos de jacá, um cesto feito de bambu e cipó, possuem altura superior a três metros. A estrutura é carregada pelos foliões durante os dias de carnaval, onde realizam danças, giros e corridas com o público.

Os primeiros bonecos foram criados em 1935 em Buquira, no bloco “Caminhão do Neco”, atração liderada pelo artista local Tião Munheca. Nesse período, a expressão “Carnaval sem Tião, é comida sem Feijão”, tornou-se popular entre os moradores, tamanha sua importância durante os festejos carnavalescos. Alguns anos depois, os bonecos feitos de jacá tornaram-se maiores e receberam o apelido de Pereirões.

Tião Munheca foi um dos principais líderes do movimento, juntamente com Nelson Gomes. Durante anos a dupla zelou pela organização do grupo e preservação da tradição.

A trupe de Pereirões sobreviveu ao tempo e à modernidade. Em cada edição de carnaval eles ressurgem para alegria da população. Representam uma das manifestações folclóricas mais antigas e mais importantes do Vale do Paraíba.